Bairros

Como é a acessibilidade nos bairros do Rio?

A acessibilidade na cidade varia de bairro para bairro, mas definitivamente os da Zona Sul da cidade são mais acessíveis. São bairros planos, com bastante transporte acessível e onde você encontrará as melhores (ou menos piores) calçadas.

Leblon/Ipanema:

É onde estão as lojas da moda, ótimos restaurantes, bares e um dos metros quadrados mais caros do Rio. Com a recente inauguração da linha 4 do metrô, o transporte ficou ainda melhor. A praia de Ipanema é a mais badalada do Rio e os dois bairros também oferecem diversos hotéis, porém com custo elevado.
Accessibilidade: junto com Copacabana, são os bairros mais acessíveis do Rio. Totalmente planos, têm as melhores calçadas e acesso pelo metrô. Os estabelecimentos deixam um pouco a desejar na acessibilidade.

Lagoa/Jardim Botânico:

A vista da Lagoa Rodrigo de Freitas é uma das mais bonitas do Rio, e o bairro do Jardim Botânico tem um clima muito especial, além de excelentes restaurantes.
Acessibilidade: pior do que nos demais bairros, pois não há metrô e as calçadas muitas vezes não possuem rampas.

Copacabana/Leme:

São os bairros que talvez melhor representem o Rio, uma cidade cheia de diferenças. Há uma oferta muito grande de serviços, restaurantes e hotéis. A estadia nestes bairros tem ótima relação custo/benefício e como há muitos moradores idosos, há muito comércio e restaurantes acessíveis.
Acessibilidade: transporte público muito bom, calçadas ok e muitos estabelecimentos acessíveis.

Botafogo/Flamengo:

Apesar de ambos os bairros não terem praias boas para banho, caíram no gosto do carioca pela facilidade de acesso, oferta de serviços e proximidade do centro da cidade. O preço dos hotéis é ainda menor do que o de Copacabana/Leme.
Acessibilidade:  transporte público bom e calçadas ok.

Barra da Tijuca:

Não fica na Zona Sul do Rio, e sim na Zona Oeste. É um bairro mais afastado, em uma região nova da cidade. Não há muitas atrações turísticas  e não recomendo a estadia neste bairro a não ser que você venha para um evento específico nele.
Acessibilidade: muito ruim nas ruas (o bairro não foi feito para andar a pé) e muito boa nos estabelecimentos comerciais.